Empresas e Trabalhadores terão que firmar um acordo salarial


O programa de proteção ao emprego permite a redução da jornada de trabalho em até 30%, no entanto o trabalhador perde menos que isso no salário.

Exemplo citado no G1 hora1

Quem ganha até 5.000,00 passará a ganhar 3.500,00 + 750,00 do governo chegando um total de 4250,00, sendo que esse valor pago pelo governo é um recurso do FAT (fundo de amparo ao trabalhador).

A redução do salário fica em 15%, o programa terá como duração 6 messes podendo prorrogar por mais 6 meses, mas ainda não foi definido quais setores poderão participar, sendo que o recurso usado pelo governo não poderá ultrapassar 900,00, segundo o governo é um jogo de ganha-ganha para proteger o emprego em tempo de crise, reduzindo as despesas com seguro desemprego, mantendo a recardarão do INSS e do FGTS.

Na entrevista de Miguel Rossetto (ministro-chefe da secretaria regional da presidência) – Com isso ganha as empresas que consegue preservar a mão de obra qualificada, e o governo por assegurar o nível de emprego e preserva receitas importantes do ponto de vista fiscal.

Como o seguro desemprego só dura no máximo 5 meses, os sindicalistas acham que é um bom programa para o trabalhador, pois o que eles sempre quiseram foi segurar o emprego e não ter que ficar desempregado.

O programa estar sendo colocado num momento adequado diz Luiz Moan Yabyku Júnior (presidente do Anfovea).

Edição do G1.

Pensou em perfumes Lembrou da natura melhor perfume do Brasil

Recent Posts
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now