SOLO_DETERMINAÇÃO DO LIMITE DE LIQUIDEZ –MÉTEDO REFERENCIAL E EXPEDITO

SOLO_DETERMINAÇÃO DO LIMITE DE LIQUIDEZ –MÉTEDO REFERENCIAL E EXPEDITO

Resumo

Este documento explica a maneira como se deve proceder o ensaio de limite de liquidez.

Sumario

  1. Objetivo

  2. Referencia

  3. Aparelhagem

  4. Amostra

  5. Ensaio

  6. Calculo

Este método tem por objetivo determinar o limite de liquidez do solo.

Referencia

DNER-ME 122/94

Aparelhagem

A aparelhagem necessária é a seguinte:

  1. Aparelho Casagrande;

  2. Cinzel;

  3. Balança sensível a 0,01 g;

  4. Estufa capaz de manter a temperatura entre 105°C – 110°C;

  5. Recipiente para guarda as amostras sem perda de umidade antes das pesagens;

  6. Cápsula de porcelana com capacidade de 500 ml;

  7. Espátula com lâmina flexível de cerca de 8 cm de comprimentos e 2cm de largura;

  8. Pinça para retirar objeto de estufa;

  9. Peneira de 0,42mm;

  10. Cilindro comparado.

Amostra

A amostras deve ser preparada da seguinte forma: após o solo ter sido seco ao ar, peneirar o solo na peneira de malha 0,42mm; o que ficar acima desagregar no almofariz e repete o peneiramento, da amostra passante retira amostra suficiente para que faça o ensaio e sobre o suficiente para repetição caso aja necessidades (cerca de 300g).

Ensaio

  1. Colocar a amostra na capsula, procede adicionado água destilada e homogeneizando aos

poucos com a espátula até se forma uma massa plástica. A ordem da adição de água normalmente é de 1 a 3 cm³, procedendo a perfeita homogeneização da mistura. O tempo de homogeneização é de 15 a 30m, sendo o maior tempo em solos argilosos.

  1. Tomar uma porção da mistura e colocar na concha. Espalhar a seguir a massa plástica, de tal modo que a mesma cubra 2/3 da superfície da concha, empregar o menor número de passada da espátula para evitar bolhas de ar no interior da massa, alisar com a espátula até que este se apresente com 1 cm de espessura.

  2. O excesso da massa deve ser retirado e colocado de volta na cápsula, em seguida faz-se uma canelura na massa de solo segundo plano de simetria do aparelho, usando o cinzel de modo que a canelura fique com uma abertura de 1cm de profundidade.

  3. Solo argilosos: o cinzel deve ser passado de uma única vez, pressionando a ponta do mesmo contra a concha de modo a obter uma canelura regular, limpa e com a dimensão da seção transversal do cinzel.

  4. Solo arenoso: O cinzel deve ser passado diversas vezes de modo a abrir progressivamente a canelura, a última passada deve ser aperta o cinzel contra a concha para que a canelura fique totalmente limpa.

  5. Golpear contra a base o aparelho, pelo acionamento da manivela a concha contendo a massa de solo com a velocidade de duas voltas por segundo, até que os dois bordos se unam na extensão de 1 cm.

  1. Transferir com a espátula para o recipiente uma porção de solo recolhido do local onde a canelura se fechou, pesar imediatamente o conjunto massa mais recipiente e levar para estufa com a temperatura entre 105 e 110 °C para determinação da umidade.

Determinação da umidade

h= ((Ph-Os)/(Os))*100

Em que :

h-teor de umidade

Ph-massa do solo úmido

Ps- massa do solo seco

Repetira as operações descritas em 1- 7 pelo menos mais 3 vezes, com adição de água gradativamente crescente, os golpes de um ponto a outro devem ter um intervalo de 10 ±2.

Resultados

Os valores dos números de golpes são representados em um sistema de eixo ortogonais, na ordem em escala logarítmica e na abcissa corresponde as umidades em escala aritméticas.

Nos pontos lançados no gráfico será lançado uma reta, tão próximo quanto possível de pelo menos 3 pontos.

O Limite de liquidez, expresso em teor de umidade, é o valor da abcissa do ponto de reta correspondente à ordenada de 25 golpes.

O resultado expresso em porcentagem, é aproximado para o número inteiro mais próximo.

O resultado é considerado como NL quando não se consegue fechar uma canelura da massa com mais de 25 golpes.

Métedo Expedito

O ensaio deve ser realizado de acordo com o disposto nos itens anterior para duas determinações distintas, atendendo ao intervalo de 20 a 30 golpes.

Resultado

O limite de liquidez é determinado pela fórmula:

LL=h (N/25)*0,156

Ou

LL=h*KN

Em que

h-teor de umidade (%), correspondente a N golpes

N- Números de golpes na determinação de um ponto do ensaio;

LL- Limite de liquidez (%)

Os valores das duas determinações não podem ter diferença de mais que 1% caso isso ocorra é necessário repetir o ensaio

O limite de liquidez é a média das duas determinações

Recent Posts
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now