Tratamentos Superficiais: Relação de Diâmetro d10/D90

May 24, 2018

 

Tratamento superficial: serviço por penetração, que envolve aplicações alternadas de ligante asfáltico e agregados minerais, em operações simples ou múltipla.

Ele é classificado como simples, duplo ou triplo, em função das aplicações de agregado/ligante de que é constituído. Pode ser também classificado pela forma de penetração do ligante asfáltico como "de penetração direta" ou "de penetração invertida".

 

 Agregados

A constituição dos agregados pode ser de rocha sã ou seixo rolado, britados. Para o agregado ser empregado devem atender as seguintes condições gerais:

Os fragmentos têm que ser duros, limpos, livres de partículas alongadas ou lamelares, e de quaisquer substâncias contaminadoras prejudiciais;

Na composição dos tratamentos devem ser utilizados agregados de mesma natureza e procedência em todas as camadas;

Na peneira de número 200 os agregados não devem passar mais do 2% em peso), em peneiramento efetuado por lavagem do agregado;

No ensaio de Abrasão Los Angeles o agregado retido na peneira número 10, a percentagem não deve ultrapassar 40%

No ensaio de Lamelaridade os agregados retidos na peneira ¼” (6,4mm), a percentagem de grãos de forma defeituosa, não poderá ser superior a 20%;

A graduação dos agregados deve atender às seguintes condições:

- Em cada camada, o tamanho dos agregados deve ser o mais uniforme possível, isto é, os agregados devem tender a um só tamanho. Os agregados assim considerados devem ser definidos pela relação d/D, onde: d (tamanho mínimo efetivo) - corresponde à abertura em mm da malha da peneira onde passam 10% do material; D (tamanho máximo efetivo) - corresponde à abertura em mm da malha da peneira em que passam 90% do material, porcentagens definidas em peso.

 

A relação d/D deve ser:

- Maior ou igual a 0,65 (para VDM maior do que 2000);

- Maior ou igual a 0,50 (para VDM menor ou igual a 2000);

VDM= Volume Diário Médio da Rodovia

- Nos tratamentos múltiplos, o tamanho relativo do agregado, nas várias camadas, deve ser escolhido de forma tal que o diâmetro máximo do agregado da camada superior seja menor ou igual ao diâmetro mínimo do agregado da camada imediatamente inferior.

Estas condições têm o objetivo de promover um bom travamento entre as camadas, proporcionando aos tratamentos superficiais maior durabilidade e menor consumo de materiais.

 

Fonte: Derba-ES-P-15/01

 

Calculo da Relação de Diâmetro: D90 e d10 da Primeira Camada

 

 

Para encontrar o D90:

Na peneira ¾” passa 100%do agregado

Na peneira 5/8 passa 81,7 % do agregado

Para passar 90% do Agregado de que abertura em mm eu preciso?

19/15,9=3,2

100-81,7= 8,3

100-90 = 10

Regra de três

3,2*10/8,3= 1,75

Descobrindo o D90:

19-1,75=17,35

 

Para encontra o d10:

Na peneira ½” passa 46,1

Na peneira 3/8” passa 9,2

12,7-9,5=3,2

46,1-9,2=36,9

46,1-10= 36,1

Regra de três:

3,2*36,1/36,9=3,13

Descobrindo o d10:

12,7-3,13=9,57

 

Relação de Diâmetro= d10/d90

RD= 0,55

 

Para Calculara a relação de diâmetro da 2ª camada segue o exemplo da primeira.

 

Observação: O D90/ da segunda camada deverá ser igual o menor que o d10 da primeira.

 

Assista o video no youtube

 

 

 

Please reload

Please reload

Recent Posts
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now